• Nossa Loja Simbólica

  • Ordens Colaterais

  • Ordens Colaterais

  • Ordens Colaterais

Nossa Loja

Breve histórico


A Augusta e Respeitável Loja Simbólica União Justa e Fraterna, No 533, jurisdicionada à Grande Loja Maçônica do Estado de São Paulo, foi fundada em 28 de junho de 1999 por Irmãos oriundos da A.R.L.S. Penha de França – Nº 393, que praticava o Rito Escocês Antigo e Aceito. Sua Carta Constitutiva Definitiva foi concedida em 19/03/2001, e os trabalhos ritualísticos da Loja seguem o ritual de Emulação


Por que União Justa e Fraterna?

União

No sentido em questão, União significa a ligação ou combinação de esforços e pensamentos para um bem comum. Na Maçonaria, para fundar uma loja é necessário que os Irmãos se reúnam em torno de um objetivo comum. Ou seja, a união dos Irmãos é um dos exemplos de atração em torno de um objetivo maior que o objetivo individual.


Justa

Decidiu-se incluir uma Virtude ao nome de nossa Loja. Virtude significa a disposição constante para a prática do bem, opondo-se ao vício, ou seja, “forças” formadoras de caráter. Para a Maçonaria, Virtude “é também uma disposição da alma que nos induz à prática do bem”. Assim sendo, a Virtude implica, essencialmente, em duas condições: o conhecimento do “dever” e uma disposição firme e constante para praticá-lo. Escolheu-se uma que está voltada para o nosso comportamento, nossas atitudes, nossas ações – uma das Virtudes Cardeais: JUSTIÇA. Em suma, ser JUSTO é uma virtude na qual o indivíduo deve sempre buscar apresentar, incansável e insaciavelmente, voltando-se para a prática do bem.


Fraterna

O Maçom haverá também de se revelar ao mundo profano de forma diferenciada e constante. Suas qualidades deverão estar presentes no timbre de sua voz ”FRATERNA”. A Maçonaria nos ensina que devemos tratar todos os homens, sem distinção de classe ou raça, como seus iguais e Irmãos. E para isso deveremos fazer todo o esforço possível para convivermos em fraternidade. “Somente encontraremos nossa felicidade como Irmãos se formos verdadeiros amigos”.


Nossas Reuniões

Nossas reuniões ocorrem na 1° e 3° Segunda-feira de cada mês, as 20h, no Palácio Maçônico Francisco Rorato, situado na Rua São Joaquim 138 - Bairro da Liberdade - São Paulo-SP

A Maconaria

O que é a Maçonaria?

A Maçonaria é uma instituição essencialmente filosófica, filantrópica, educativa e progressista. É filosófica porque em seus atos e cerimônias ela trata da essência, propriedades e efeitos das causas naturais. Investiga as leis da natureza e relaciona as primeiras bases da moral e da ética pura. É filantrópica porque não está constituída para obter lucro pessoal de nenhuma classe, senão, pelo contrário, suas arrecadações e seus recursos se destinam ao bem-estar do gênero humano, sem distinção de nacionalidade, sexo, religião ou raça. Procura conseguir a felicidade dos homens por meio da elevação espiritual e pela tranquilidade da consciência. É progressista porque, partindo do princípio da imortalidade e da crença em um criador regular e infinito, não se aferra a dogmas, prevenções ou superstições. E não põe nenhum obstáculo ao esforço dos seres humanos na busca da verdade, nem reconhece outro limite nessa busca senão o da razão com base na ciência.


Quais são os seus princípios?

A liberdade dos indivíduos e dos grupos humanos, sejam eles instituições, raças, nações; a igualdade de direitos e obrigações dos seres e grupos sem distinguir a religião, a raça ou a nacionalidade; a fraternidade de todos os homens, já que somos todos filhos do mesmo CRIADOR e, consequentemente, a fraternidade entre todas as nações.


Qual é seu objetivo?

Seu objetivo é a investigação da verdade, o exame da moral e a prática das virtudes. A possibilidade de aperfeiçoar-se, de instruir-se, de disciplinar-se, de conviver com pessoas que, por suas palavras, por suas obras, podem constituir-se em exemplos; encontrar afetos fraternais em qualquer lugar em que se esteja, dentro ou fora do país; e, finalmente, a enorme satisfação de haver contribuído, mesmo em pequena parcela, para a obra moral e grandiosa levada a efeito pelos homens.

A Maçonaria não considera possível o progresso senão na base de respeito à personalidade, à justiça social e a mais estreita solidariedade entre os homens. Ostenta o seu lema "Liberdade, Igualdade e Fraternidade" com a abstenção das bandeiras políticas e religiosas. A Maçonaria não tem preconceito de poderes, e nem admite em seu seio pessoas que não tenham um mínimo de cultura que lhes permitam praticar os seus sentimentos e tenham uma profissão ou renda com que possam atender às necessidades dos seus familiares, fazer face às despesas da sociedade e socorros aos necessitados.

Ritual de Emulacao

É um ritual (e não um Rito) do sistema de trabalho Maçônico inglês, o qual conta com diversos rituais, sendo, porém, o Ritual de Emulação o mais trabalhado nas Lojas inglesas. Tão grande é a sua importância que ele conta com uma Loja de Instrução como sua curadora, responsável pela guarda, edição e ensino do ritual: a Emulation Lodge of Improvement (website “emulationloi.org”).


Oriundo da Loja de Reconciliação, ou seja, concebido após a união das duas Grandes Lojas rivais da Inglaterra, este ritual tornou-se o símbolo da Maçonaria inglesa, e é um dos mais praticados em todo o mundo. O Ritual de Emulação vem sendo adotado por diversas Lojas em todo o território brasileiro, seja por migração das Lojas para este sistema de trabalho maçônico, ou por novas Lojas que são fundadas com o intuito de se praticar o Ritual de Emulação, o que faz crescer muito a sua prática.


EMULAÇÃO, do latim "aemulatione", é um substantivo feminino que, dentre suas várias acepções, temos como um sentimento que incita igualar ou superar outrem, um estímulo ou incentivo a alguém.


EMULAR, segundo o dicionário Aurélio, é um verbo transitivo direto que significa seguir o exemplo de; imitar.


RITUAL DE EMULAÇÃO é aquele que se aprende e pratica por observar como se faz, ou seja, imitando. Não se lê o ritual em Loja, apesar de hoje ele ser impresso e comercializado, mas se pratica de forma decorada. Esta forma de trabalho remonta aos primórdios da Maçonaria Especulativa, onde era proibido escrever ou gravar, de qualquer forma ou modo, os princípios, segredos, ou qualquer detalhe que fosse sobre o ritual. Então, aos iniciados e a qualquer outro Irmão durante o seu progresso na Maçonaria, a única forma de aprender a trabalhar em Loja era observando e escutando como os outros agiam e falavam, para depois tentar emular, ou seja, copiar, fazer igual.

Ordens Colaterais

Na prática maçônica inglesa não existem mais graus que os praticados no simbolismo, ou seja:

Aprendiz (1º Grau), Companheiro (2º Grau) e Mestre (3º Grau).


Chegando ao Grau de Mestre Maçom, o Irmão poderá fazer seu aperfeiçoamento maçônico nas Ordens Colaterais, que não são progressivos, mas entidades independentes e complementares.


O ensinamento em cada uma mergulha profundamente na filosofia que se propõe difundir e praticar, levando os Irmãos a um alto grau de conhecimento e aperfeiçoamento. Em todas ela é requerido ter o 3° Grau e em algumas outras é necessário professar a fé cristã.


As principais Ordens Colaterais que temos são:

    • O Santo Real Arco de Jerusalém
    • O grau de Mestres Maçons da Marca
    • A Ordem dos Cavaleiros Templários
    • A Ordem dos Sacerdotes Cavaleiros Templários
    • Os Maçons Operativos

Contato

Intranet

Acesso restrito aos Irmãos da Loja. Não disponível no momento.

Inicio